George R.R. Martin com ‘mixed feelings’ relativamente ao final de GOT

Ele idealizou cada personagem, local, trama, tudo o que conhecemos do universo de Gelo e Fogo nasceu com George R.R. Martin. Porém, não vai ser ele a apresentar primeiro o final da história que criou, pelo menos não na totalidade. Esta tarefa está agora nas mãos da HBO, que vê a adaptação de A Song of Ice and Fire (As Crónicas de Gelo e Fogo) a ser finalizada primeiro do que a obra que lhe deu origem.

A propósito da estreia da última temporada de Game of Thrones, e Entertainment Weekly esteve à conversa com Martin. James Hibberd, o jornalista da EW, introduz a entrevista a referir que o final da série causa sentimentos mistos em Martin.

“mixed feelings about that.”

Martin começa por referir o quão incrível tem sido estes últimos anos. O autor lamenta ainda o fato de não ter conseguido ser ele a apresentar em primeira mão o final da história aos fãs, através dos livros.

“It’s been an incredible ride. And almost all of it has been great. Obviously, I wished I finished these books sooner so the show hadn’t gotten ahead of me. I never anticipated that.”

Até ao momento temos cinco livros lançados (que correspondem a dez na edição portuguesa), sendo que o nosso conhecimento dos livros termina com o atentado (e possível morte, o capítulo não é cem por cento claro) de Jon Snow pelos Irmãos da Patrulha da Noite e pelo momento em que os Dothraki encontram Daenerys, depois de ela ter sido resgatada por Drogon da Arena de Daznak, em Meereen. Estes são os acontecimentos que encerram o quinto volume, Dance with Dragons (A Dança dos Dragões e Os Reinos do Caos em Portugal) que coincidem com os episódios finais da quinta temporada da série.

A partir deste momento, a série começou a traçar de uma forma bem mais explicita o seu próprio caminho, independentemente dos livros. Martin deu a conhecer aos produtores da série vários pontos essenciais para a trama que o próprio só vai desenvolver nos livros seis e sete (Os Ventos do Inverno e Um Sonho de Primavera) mas não sabemos até que ponto vamos poder contar com semelhanças entre as três últimas temporadas da série e os dois livros que Martin ainda planeia lançar.

Os produtores da série, comentam com a EW o fato de Martin ter deixado de escrever um dos episódios para cada temporada a partir da quarta. A falta de tempo e a dificuldade em conseguir conciliar dois universos idênticos mas ao mesmo tempo já muito diferentes, foram os principais motivos que levaram Martin a afastar-se dos roteiros da série.

“After season 4, George made a conscious decision to devote himself to the books. Anybody who’s read the books knows that task in and of itself requires about 64 hours a day to do properly, and the differences between the show and the books became difficult to track in parallel — it’s almost like he was in a weird science-fiction movie trying to keep two similar-but-different universes in his mind at the same time.”

A história dramática por detrás de Hodor e a paternidade de Jon Snow, são dois dos pontos fundamentais para a trama que Martin revelou aos produtores da série. No entanto os showrunners realçam que o resto da narrativa é todo um mistério, que eles pretendem manter em segredo, para que os leitores após o final da série não saibam o que diverge entre séries e livros, e assim terem uma experiência inédita ao ler os livros.

“[The concern] used to be that the books would spoil the show for people — and luckily it did not for the most part. Now that the show is ahead of the books, it seems the show could ruin the books for people. So one thing we’ve talked to George about is that we’re not going to tell people what the differences are, so when those books come out people can experience them fresh.”

Benioff refere que Martin também ‘descobre’ as suas próprias histórias à medida que escreve, portanto é provável que o autor possa mudar acontecimentos que planeara com antecedência na sua trama, à medida que a vai desenvolvendo.

“George discovers a lot of stuff while he’s writing,”

No entanto a longa noite chega também para Martin. O autor não leu os roteiros da última temporada, e por esse motivo não sabe muito do que vai acontecer na série, nesta temporada final.

“I haven’t read the [final-season] scripts and haven’t been able to visit the set because I’ve been working on Winds. I know some of the things. But there’s a lot of minor-character [arcs] they’ll be coming up with on their own. And, of course, they passed me several years ago. There may be important discrepancies.”

Por agora Martin continua a trabalhar no sexto livro ‘Os Ventos do Inverno’, sendo que já fazem cerca de oito anos do lançamento do volume anterior, A Dança dos Dragões. O autor termina esta entrevista com desejos de uma vida longa pois ainda tem muito para escrever.

“It’s the end for a lot of people. It’s not the end for me. I’m still deeply in it. I better live a long time because I have a lot of work left to do.”


Fonte: EW

About Jon

Nascido entre o Gelo e o Fogo, descendente de duas das grandes casas de Westeros, Targaryen e Stark. Um apaixonado por este mundo que nos seus tempos livres dedica-se a fazer aquilo de que mais gosta, descobrir e dar a conhecer mais sobre este mundo.